Entenda o que é checkout e o impacto dele no seu caixa

A crescente oferta do mercado e as inúmeras condições de pagamento e preço às quais os consumidores estão submetidos, faz com que a decisão de compra seja tomada basicamente por dois motivos: impulso ou pesquisa. Considerando que você já adota todas as estratégias para influenciar a compra por impulso e desejo momentâneo, como fazer então para aumentar o checkout dos clientes que visitam a sua loja física e online?

Bom, se você está se perguntando o que é checkout, calma! Não tem nada a ver com o procedimento de aeroportos e sim com vender mais – que é bom e todo mundo gosta! Segue a leitura e confira as dicas que preparamos para alavancar mais ainda as suas vendas. 

O que é checkout

O checkout nada mais é que a finalização de compra – o termo é usado para quando o cliente converte tanto em loja física como no e-commerce. Porém, com tantas opções e ofertas disponíveis por aí, o desafio do checkout está cada vez mais difícil –  um estudo realizado pela Baymard aponta que a taxa média de abandono de carrinho nas lojas online chega a 68%. Você sabe o motivo desse número tão expressivo e como revertê-lo? Antes de falarmos sobre como melhorar a taxa de checkout, vamos entender alguns motivos que fazem com que os clientes não finalizem uma compra.

Loja física

  • atendimento ruim
  • preços não acessíveis 
  • falta de informação sobre o produto
  • longas filas na hora de pagar

Loja online

  • falta de transparência e site não confiável
  • navegação ruim e confusa 
  • falta de informação e de fotos boas do produto 
  • valor do frete alto e demora na entrega 
  • condições de pagamento limitadas 
  • excesso de etapas e formulários

Como melhorar o checkout em suas lojas

Agora que você entendeu o que é checkout e o motivo que leva muitos consumidores a não finalizarem suas compras, vamos logo ao que interessa: o que fazer para reverter as situações citadas acima. Parece complexo, mas a verdade é que algumas medidas simples e eficientes podem ser adotadas já a curto prazo.

Loja física

1. Treine sua equipe

Preocupe-se sempre em garantir que todos os seus clientes e possíveis clientes sejam tratados com atenção e respeito. Para isso, invista constantemente em treinamentos para a sua equipe.

2. Deixe claro todas as informações

Facilite para o cliente e também para os seus colaboradores: exponha o nome e preço do produto.

3. Facilite o pagamento

Adquira máquinas de cartão que são rápidas e práticas, de preferência as mais modernas que já possuem pagamento por aproximação, e evite filas. Se sua loja permitir, aposte na opção de caixas de autoatendimento. 

Loja online

1. Invista em um site seguro

Lembre-se que o objetivo do seu site é vender, e quando se trata de dinheiro proteção é fundamental para que as pessoas tenham segurança em comprar: use um certificado ssl, obtenha selos de segurança e defina um sistema antifraude.  

2. Otimize a navegação no seu site

Em um mundo onde tudo acontece tão rápido e a vida é tão corrida, praticidade é tudo. Invista em um site de fácil navegação, intuitivo e responsivo para versão mobile. 

3. Invista em informação e boas imagens

Se na loja física, onde o cliente pode contar com auxílio de vendedores, já existe necessidade de deixar clara todas as informações, na loja online muito mais. Expresse bem o funcionamento e características do produto, preço e formas de pagamento. Invista em uma produção fotográfica para que o cliente consiga ver com clareza de detalhes o produto que está comprando. 

4. Condições especiais para frete

O frete muitas vezes é o motivo que dificulta o checkout das compras online. Por isso, dê condições facilitadas o máximo que for possível. Por exemplo: ofereça frete grátis para compras acima de determinado valor e/ou valor fixo de frete para regiões pré-determinadas. 

5. Tenha as principais formas e canais de pagamento

Além das bandeiras tradicionais dos cartões de crédito, mantenha seu site atualizado com as novas formas de pagamento comuns para os seus clientes, como paypal, picpay, mercado pago, etc.

6. Simplifique o cadastro

E por último, mas muito importante: simplifique todo o processo! Usuários de todas as gerações têm uma coisa em comum: ninguém gosta de preencher cadastros.

Então, torne a vida do seu cliente mais fácil e venda mais rápido, para isso você pode oferecer cadastro através de um único botão de redes sociais (ex.: logar com o Facebook ou logar com o Gmail), ou simplificar o cadastro pedindo apenas os dados realmente necessários para finalizar a compra. 

Gostou das dicas? Acompanhe sempre o Blog Boas Vendas da Uatt? e fique por dentro das tendências de mercado, comportamento dos usuários, técnicas de vendas e muito mais. Até breve!