Ouvir é o melhor remédio para vender mais

Provavelmente você já ouviu aquele velho ditado que diz “temos dois ouvidos e uma boca, para ouvir mais do que falar”, não é mesmo? Vender mais significa saber ouvir, ouvir bastante, ouvir muito para entender as necessidades do cliente e, assim, poder diagnosticar o problema e encontrar a solução que ele procura.

Como vender mais

Não existe uma fórmula secreta para vender mais. Porém, se você pensar primeiramente no cliente, vai facilitar o seu relacionamento, e consequentemente ajudar a vender mais.

Em primeiro lugar coloque-se na posição do cliente

Ninguém gosta de ser atendido por alguém que quer vender a todo custo para ganhar dinheiro, sem sequer nos ouvir. Frequentemente ficamos desconfortáveis e em diversos momentos deixamos de conseguir ofertas melhores porque o desconforto nos leva a abandonar a situação. Essa sensação tão comum na verdade nos ensina muito sobre como ser um bom vendedor e sua lição principal: ouvir o cliente.

Os benefícios de se ouvir o cliente são:

  • Permite que você aprenda mais sobre seu cliente;
  • Minimiza a importância da concorrência de preços e agrega valor à venda;
  • Melhora o relacionamento com o cliente;
  • Faz o cliente encontrar um motivo para comprar.

Estágios para uma venda eficaz

Um vendedor nunca vai ter as informações sobre o problema do cliente sem fazer as perguntas certas, concorda? Assim, a venda deve ser projetada para fazer perguntas inteligentes.

As perguntas se dividem em três etapas: obter informações, fornecer informações e obter um compromisso.

Fazer as perguntas certas também vai te ajudar a entender a situação atual. O que ele está precisando, o que o motiva, sua intenção de compra, quem que pediu para ele aquilo, quem vai tomar a decisão, entre outras coisas.

Além disso, vai te ajudar a construir um relacionamento. Todo mundo quer atenção e ser ouvido. Essa é sua chance de demonstrar que você se importa.

O foco no comportamento do consumidor e no diálogo é tão importante quanto o conhecimento do produto ou serviço, porque é comum que o cliente também já disponha das informações técnicas sobre o que quer comprar.

Seja persistente e não insistente

É preciso tomar cuidado para não ser invasivo em suas perguntas e deixar a outra pessoa desconfortável. Além disso, também existe uma linha tênue entre a persistência por uma boa negociação e a insistência em vender a qualquer custo. Ouvir e perceber se o cliente está confortável com a situação é muito importante para construir este relacionamento. Afinal, as necessidades dele são a prioridade.

Enfim, independente do canal em que seu cliente entra em contato, seja redes sociais, telefone, eventos, e-mail, pessoas que aparecem na loja, é necessário que o atendimento seja personalizado, amigável e sempre focado na satisfação do consumidor.

Lembre-se que se você não fizer, seu concorrente vai fazer!

Continue acompanhando nossas dicas e boas vendas!