Checklist para alugar um ponto comercial

Quem procura alugar um ponto comercial para abrir o seu negócio precisa saber, inicialmente, as necessidades que ele vai atender.

Por exemplo, se o local em questão for para uma loja de presentes,  ele deve ser capaz de expor seus produtos, ser agradável e chamativo. Uma loja de presentes padrão pode ter entre 30m² e 45 m², sendo cerca de 20m² destinados à área de atendimento e circulação de clientes, e o restante reservado para área de escritório, caixa e estoque de produtos.

Agora, se a atividade profissional em questão for um petshop, há a necessidade de se fazer a escolha por um local com pontos hidráulicos e um espaço para os clientes circularem, expor os seus produtos e um caixa.

Por essa razão, independente do tipo de negócio que você deseja montar, é muito importante fazer um planejamento dos objetivos de seu ponto comercial antes de procurar por ele. Leve sempre em conta o fato de que, em alguns negócios, o valor do contrato do imóvel comercial pode representar uma parcela significativa do faturamento.

Desse modo, saber como negociar um bom contrato pode fazer a diferença no resultado final. Com base nestas informações, separamos pra você algumas dicas para que possa alugar um ponto comercial. Então, vamos lá!

Checklist para alugar um ponto comercial

Checklist para alugar um ponto comercial

Siga estas 10 dicas para alugar um ponto comercial e encontre o imóvel ideal para o seu negócio!

1 – Saiba o quanto de espaço físico vai precisar

Conhecer a estrutura do negócio que você pretende montar, bem como a previsão de crescimento para os próximos anos é essencial para escolher a melhor localização para seu negócio. Inclua na necessidade de espaço físico o estacionamento, conforme o tipo de negócio que você vai abrir.

2 – Conheça o preço base dos aluguéis da região

Certamente você precisa estar a par dos preços de aluguéis da região para negociar um bom contrato de aluguel. Procure nas imobiliárias, jornais locais, internet e busque por placas de aluguel na microrregião escolhida para seu negócio.

Adicionalmente, busque informações com proprietários e funcionários de outras lojas da região. A melhor maneira de descobrir algo é perguntar diretamente, sem rodeios.

3 – Visite diversos pontos disponíveis para locação

Antes de tomar sua decisão final você deverá olhar diversos pontos comerciais. Ao procurar por diversos locais você tomará conhecimento dos preços praticados na região, bem como dos imóveis disponíveis.

4 – Esgote todas as possibilidades

Esta dica é complementar a anterior e está aqui para enfatizar a necessidade de fazer uma busca minuciosa por pontos disponíveis. Em algumas atividades e cidades, o aluguel pode ser a diferença entre ter um negócio lucrativo ou não. Então, tenha paciência, procure por todos os imóveis possíveis e certamente você fará o melhor negócio possível dentro da sua região de atuação.

Por exemplo, para montar uma loja de roupas, que depende em grande parte da localização. Uma vez definida a região, procure por todos os pontos comerciais disponíveis. E não se esqueça de anotar detalhes como metragem, necessidade de reforma, preço do aluguel, prazo de contrato, caução, estacionamento e demais exigências do proprietário do imóvel.

De posse de todas estas informações fica mais fácil escolher o melhor ponto disponível.

5 – Solicite o abatimento de possíveis reformas no valor do aluguel

Dependendo do ponto comercial e de quão aquecido ou não está o mercado imobiliário, você pode solicitar ao proprietário do imóvel que desconte o valor da reforma inicial no aluguel do imóvel. No mínimo, você pode usar o valor que você gastará para adequar o imóvel às suas necessidades como argumento.

6 – Leia atentamente o contrato

Evite contrato de aluguel com multa de rescisão excessivamente alta. Afinal, caso você precise mudar de local ou por algum motivo o negócio não prosperar, um contrato com multa de rescisão muito cara poderá inviabilizar o que você precisa fazer naquele momento.

De início, você deve manter as coisas o mais flexível para que faça o que for preciso para gerar lucro.

7 – Controle o prazo de duração do contrato

Evite um contrato de locação com prazo de duração muito longo. Conforme o risco do negócio, opte pelo prazo de contrato de 6 meses a 1 ano. Logicamente, se não há pontos disponíveis no local e você confia na atividade em que pretende iniciar, que a mesma será duradoura, você pode optar pelo contrato maior. Quanto maior o risco do novo negócio, menor deve ser o prazo de contrato.

8 – Não assine o contrato imediatamente

Algum detalhe pode passar despercebido e você assinar um contrato e alguns dias depois talvez nem se lembre das cláusulas. Portanto, solicite ao proprietário do imóvel uma minuta do contrato antes de assinar. Ou, ao recebê-lo, diga que vai levar para casa e entrega no outro dia. Desta forma, você terá tempo para analisar todas as cláusulas e propor alterações caso necessário.

Enfim, não sinta-se pressionado a assinar no momento da entrega.

9 – Evite alugar imóveis de pessoas conhecidas

Algumas pessoas decidem alugar um imóvel pela pessoa e não pelo imóvel. Às vezes ouvimos um ou outro dizer: “Preferi locar o imóvel do Sr. João, pois já o conheço a muito tempo”.

Portanto, não tenha a falsa ilusão de segurança apenas pela confiança passada pelo locador. Afinal, tudo pode acontecer. Como por exemplo, o ponto alugado receber uma proposta irrecusável de compra.

10 – Documente o estado inicial do imóvel

Faça um checklist para vistoria de imóvel, documentando tudo com fotos. Ou seja, desde o funcionamento de fechaduras, trincas, até possíveis infiltrações, estado do piso e etc. O pequeno tempo gasto para isto vale cada minuto de dor de cabeça evitada no futuro.

Por fim, disponibilize duas vias para que sejam assinadas entre o locador e o locatário.

Com base nessas dicas, certamente alugar um ponto comercial será muito simples e se evitará problemas diversos de falta de comunicação e interpretação. Com isso, você terá um tempo extra para focar em seu negócio e fazê-lo crescer.

Agora, é hora de correr atrás dos resultados e voar rumo ao sucesso!

Continue acompanhando o blog Boas Vendas e receba muitas dicas como esta.